Search
  • Paulo Jorge Pereira

"A Estranha Ordem das Coisas", de António Damásio

Prémio Pessoa em 1992 ao lado de Hanna, a mulher, também ela distinguida pelo seu trabalho, António Damásio tem dedicado a sua vida ao fascinante estudo do cérebro, da inteligência e das emoções humanas. Aqui fica um excerto da sua obra "A Estranha Ordem das Coisas".



Em "A Estranha Ordem das Coisas" problematiza-se e discute-se a propósito dos fatores que terão levado os seres humanos a criar culturas, mas a obra do autor vai muito além disso e tem exercido fortíssima influência no trabalho de numerosos cientistas e não só. Pela atividade notável que tem desenvolvido na área da Neurologia, António Damásio partilhou com a sua mulher, Hanna, o Prémio Pessoa em 1992.

António Rosa Damásio, nascido em Lisboa a 25 de fevereiro de 1944, é muito justamente considerado uma das personalidades mais importantes do mundo na área da ciência. E tem um longo percurso dedicado à Neurociência, destacando-se também pelos livros que tem publicado. Licenciado em Medicina pela Universidade de Lisboa, Damásio teve uma primeira experiência nos Estados Unidos quando passou pelo Centro de Investigação da Afasia, em Boston, radicando-se em território norte-americano a partir de 1975. O seu trabalho como neurocientista e professor universitário iria granjear-lhe enorme prestígio, com realce para questões que cruzaram fronteiras científicas para campos como o da Filosofia ou a Psicologia, sendo o papel do afeto na tomada de decisões um desses exemplos. Além do já referido Prémio Pessoa em 1992, Damásio tem colecionado outras distinções, incluindo a indigitação para conselheiro de Estado em 2017, por indicação de Marcelo Rebelo de Sousa, na vaga que ficara livre com a saída de António Guterres para secretário-geral das Nações Unidas.

Quanto aos livros, começou por apresentar "O Sentimento de Si", mas foi a publicação do livro "O Erro de Descartes" (1995) que conquistou a admiração milhões de leitores, permitindo-lhe tornar-se um conferencista muito requisitado, além de alimentar o interesse pela edição de outros livros, sempre centrados nas suas investigações e experiência profissional acerca do cérebro. Seguiram-se "Ao Encontro de Espinosa", "O Livro da Consciência", "A Estranha Ordem das Coisas" e, mais recentemente, "Sentir e Saber".


Círculo de Leitores


Em 2017, por indicação de Marcelo Rebelo de Sousa, António Damásio passou a integrar o Conselho de Estado, substituindo António Guterres, entretanto escolhido para secretário-geral das Nações Unidas.

Influenciando diversas ciências, o trabalho de António Damásio tem sido um poderoso contributo para o combate a doenças como Parkinson e Alzheimer.

33 views0 comments