Search
  • Paulo Jorge Pereira

João Jacinto lê "Códigos de Silêncio", de Ana Paula Almeida

Jornalista da SIC desde a fundação da estação televisiva, Ana Paula Almeida foi também professora e assessora no Casino Estoril. Hoje, João Jacinto apresenta um excerto da sua obra "Códigos de Silêncio".



Ana Paula Almeida nasceu em Caxias no dia 2 de março de 1966, mas vive desde os sete anos, no concelho de Cascais. Licenciada em Línguas e Literaturas Modernas pela Faculdade de Letras de Lisboa, começou o percurso jornalístico aos 18 anos, escrevendo acerca de temas culturais em jornais como O Jornal, Diário de Notícias, Jornal de Notícias, Correio da Manhã e A Capital. Além disso, foi participando nas revistas Activa, Cosmopolitan, Egoísta, Volta ao Mundo, Maxim ou Exame. Foi professora de Português e Francês no ensino secundário durante cinco anos e, num período igual, exerceu a função de assessora de imprensa no Casino Estoril. Integrante da equipa da SIC desde a fundação da estação televisiva, a sua atividade distribuiu-se por programas como Segredos, Praça Pública ou Casos de Polícia até ao momento em que passou para a informação diária e para as equipas dos jornais de fim de semana.

O seu primeiro livro, mais tarde reeditado com mais contos e outros desenhos, foi "O Comboio das Mulheres", publicado em 1996, e no qual figura por vezes o fenómeno da violência doméstica.



Depois de Códigos de Silêncio, Sabes, Meu Amor e de Corações Repartidos, reedita o seu primeiro livro O Comboio das Mulheres, com novos contos e novos desenhos.

"Códigos de Silêncio", de que aqui se apresenta um excerto, é de 2005.


Seguiu-se a publicação de "Angel" e, em 2007, Ana Paula Almeida apresentou "O Universo dos Sons nas Artes Plásticas", obra de cariz ensaístico. De 2013 é o romance "Corações Repartidos", cujo enredo policial trouxe uma nova dimensão à obra da jornalista e escritora.


Em 2016, uma outra vertente de Ana Paula Almeida surgiu no livro "Fintar a Morte, Celebrar a Vida", no qual são contadas histórias na primeira pessoa de quem superou a hepatite C.



Editora D. Quixote


A jornalista Ana Paula Almeida estreou-se no universo das publicações literárias em nome próprio com "O Comboio das Mulheres" (1996).

João Jacinto participa pela terceira vez aqui no blog. A estreia registou-se a 30 de setembro com um excerto de "Neste Lugar Remoto", de Margarida Faro, seguindo-se a leitura de um poema seu, intitulado "Tu Aí" e parte da 8ª Antologia Poética Sarau Boca de Cena, no passado dia 3 de novembro.

27 views0 comments

Recent Posts

See All