Search
  • Paulo Jorge Pereira

"O Cavaleiro da Armadura Enferrujada", de Robert Fisher

Sendo mais conhecido por ter começado bem jovem a escrever para comediantes como Groucho Marx ou Bob Hope, publicar um livro de autoajuda como "O Cavaleiro da Armadura Enferrujada" deu outra dimensão ao êxito do autor norte-americano que morreu em 2008.



Escreveu muito como guionista para televisão e cinema, chegando a conquistar um Emmy, mas também se dedicou ao teatro e à escrita de obras de autoajuda de que "O Cavaleiro da Armadura Enferrujada" é apenas o primeiro exemplo. Nascido em Long Beach, na Califórnia, a 21 de setembro de 1922, Robert Fisher teve oportunidade de colocar a sua escrita ao serviço do talento de comediantes norte-americanos como Groucho Marx, Lucille Ball, Bob Hope, Alan King ou George Burns. A partir de 1952, como colaborador de Alan Lipscott, participou na escrita de múltiplos programas televisivos e radiofónicos de diferentes géneros - quando terminou a sua carreira, somava mais de quatro centenas dos primeiros e estava acima dos 1.200 na televisão.

Com a morte de Lipscott em 1961, a parceria de Fisher passou a estabelecer-se com Arthur Marx, filho de Groucho Marx. Esteve em ação até aos anos 80 e, das várias peças que escreveu, as mais destacadas são "Happiness Is Just a Little Thing Called a Rolls Royce" e "The Impossible Years" (ambas de 1968), "Minnie's Boys" (1970) ou "Groucho: A Life in Revue" (1987).


Editorial Presença/Tradução de Ana Paula Tanque


Depois de uma longa carreira a escrever para comediantes, na rádio e na televisão, mas também com peças na Broadway, Fisher morreu dois dias antes de completar 86 anos.

Depois de se retirar do mundo do entretenimento, Fisher procurou que a sua vida se tornasse discreta. Morreria em 2008, dois dias antes de completar 86 anos.

24 views0 comments

Recent Posts

See All

© 2020 by Livros Lidos. Direitos reservados

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now