Search
  • Paulo Jorge Pereira

"O Coração das Trevas", de Joseph Conrad

O autor que inspirou Francis Ford Coppola para "Apocalypse Now" com "O Coração das Trevas" é a proposta de hoje através da leitura de um excerto dessa obra, publicada em 1899.



Embora o nome posterior e com o qual ficou conhecido seja Joseph Conrad, no começo o seu nome era Józef Teodor Nałęcz Korzeniowski e nasceu na Polónia ocupada pela Rússia em Berdyczew, a 3 de dezembro de 1857. O pai, escritor que lutou contra a ocupação russa, acabaria condenado a trabalhos forçados na Sibéria, morrendo quando Conrad era ainda criança, já depois de voltar a Cracóvia. A mãe de Conrad perdeu a vida no exílio devido à ação da tuberculose, pelo que o pequeno foi entregue a um tio e as marcas do sofrimento em criança iriam permanece para sempre. Aos 17 anos, era já marinheiro em Marselha, tirando partido dessa fase da sua vida para histórias que escreveria mais tarde. Quis escapar ao serviço militar russo, falhou o suicídio e entrou num barco britânico. Esta manobra não só lhe permitiu alcançar o que pretendia como assegurou que, aprendendo inglês conforme aconteceu, o teste para capitão de barco seria mera formalidade. Assim garantiu um novo rumo para a sua vida, conseguindo mesmo a nacionalidade britânica em 1884, entrando em Inglaterra por Lowestoft, em Suffolk.

Foi viver para Londres e, em 1895, já depois das primeiras histórias publicadas em jornais, começou a publicação de livros com "Almayer's Folly". Mas seria "O Coração das Trevas" (1899), no qual se inspirou Francis Ford Coppola para uma das suas obras-primas, "Apocalypse Now", o livro que lhe daria maior evidência e do qual aqui se apresenta um excerto. Entre outros livros publicou "Lord Jim" (1900, outra famosa adaptação ao cinema, neste caso em 1965, numa realização de Richard Brooks e com Peter O'Toole como protagonista, tendo ainda no elenco nomes como os de James Mason ou Eli Wallach), "Nostromo" (1904) - que, tendo sido uma espécie de obsessão para David Lean, que quis passá-lo ao cinema e não conseguiu, se tornou uma minissérie de televisão em 1966 e, numa segunda adaptação, em 1997 - ou "Linha de Sombra" (1917).


Publicações Europa-América/Tradução de Ana Margarida Marcos


Nascido na Polónia sob ocupação russa, Conrad acabaria por ir viver para Inglaterra até ao final dos seus dias.

Joseph Conrad morreu em Bishopsbourne, a 3 de agosto de 1924, aos 66 anos.

78 views0 comments