Search
  • Paulo Jorge Pereira

"O Mundo Não Tem de Ser Assim", de Pedro Latoeiro e Filipe Domingues

Antigo primeiro-ministro, atual (e próximo?) secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres já tem biografia, neste caso escrita a quatro mãos: chama-se "O Mundo Não Tem de Ser Assim", os autores são o meu amigo Pedro Latoeiro e Filipe Domingues e é o livro que já comecei a ler.



De António Guterres não vou falar, pois (muito) melhor do que eu está aqui o livro para nos esclarecer sobre o seu percurso até assumir o cargo de secretário-geral da ONU. Escreverei sobre o meu amigo Pedro Latoeiro, com quem tive a honra de partilhar uma redação durante anos e aprender a cada momento, e também sobre o seu parceiro de escrita em "O Mundo Não Tem de Ser Assim - Biografia de António Guterres", Filipe Domingues. Mas deixarei apenas a síntese das suas notas biográficas tal como figuram no próprio livro, porque quem tiver curiosidade em saber mais dos autores deve procurá-los e interessar-se pelos seus trabalhos fora do universo literário, uma vez que esta é a sua estreia em publicação de livros.

Ambos nasceram em 1985. A fase que conheci do Pedro Latoeiro, mestre em Economia Monetária e Financeira depois de estudos superiores, no país e além-fronteiras, nas áreas de Ciência Política e Direito Internacional Humanitário, é aquela em que foi jornalista e editor no Diário Económico. Depois da falência de um projeto maravilhoso devido a gente sem escrúpulos, o Pedro assumiu uma outra etapa e mantém-se como assessor político e de imprensa na Embaixada da Argentina em Lisboa.

Quanto a Filipe Domingues, licenciado em Ciências da Comunicação e com pós-graduação em Relações Internacionais e Diplomacia, no mundo do jornalismo dedicou-se à Rádio Renascença e, mais tarde, à Sport TV. Seguiram-se artigos de opinião na imprensa, participação em diferentes seminários e conferências, cabendo-lhe agora o papel de secretário-geral do Instituto para a Promoção da América Latina e Caraíbas (IPDAL).


Casa das Letras


Bem escrita, esclarecedora, rigorosa, minuciosa, atenta e oportuna: é assim que analiso a biografia de António Guterres que Pedro Latoeiro e Filipe Domingues nos deixaram à disposição.

Sendo a estreia literária dos dois, vale a pena sublinhar o trabalho de investigação e a diversidade de testemunhos que tiveram a preocupação de recolher, além das quatro entrevistas em que tudo foi perguntado a António Guterres. Tudo somado, trata-se de uma obra de leitura altamente recomendável para que todos possamos perceber os motivos pelos quais, de facto, "o mundo não tem de ser assim".

31 views0 comments