Search
  • Paulo Jorge Pereira

Patrícia Carreiro lê "Homens Livro ", de Bento Ramires, Carlos Marta e Rui Guedes


A obra "Homens Livro", que aborda o trabalho desenvolvido no projeto de Bibliotecas Itinerantes da Fundação Calouste Gulbenkian, foi apresentada na sexta-feira, dia 16, precisamente na Fundação. Depois das leituras dos três autores, a coordenadora da obra, Patrícia Carreiro, apresenta também aqui um trecho.



A coordenadora do maravilhoso projeo que é o "Homens Livro" tem formação em Comunicação Social e Cultura, conseguida na Universidade dos Açores. Porém, a sua principal paixão está nos livros, pelo que também é autora de obras como "A Distância que nos Uniu", "Amizade a Branco e Preto", "O Fio Perdido", "Os Limites do Coração" e "Açores e uma Caça ao Sonho Americano".

Por este projeto e tantos outros; por tanto que o país, ou seja, todos nós, te devemos, obrigado, Patrícia Carreiro. Um Obrigado e uma dívida que estendo ao Rui Guedes, em Penafiel; ao Carlos Marta, em Miranda do Corvo; ao António Bento Ramires, em Redondo; ao Carlos Nuno Granja, em Ovar; à Ana Sofia Marçal, da Sertã; à Eliana Sousa, no Porto; ao Fernando Soares, em Paredes; ao Marco Neves, ao João Manuel Ribeiro, ao Marco Figueiredo, à Rita França Ferreira, entre muitos outros.

Procurem os nomes e descubram o que anda cada um deles a fazer. E vão descobrir que, como dizia Jorge Sampaio, se "há vida para além do défice", também há heróis da pandemia para além da saúde. A Cultura é um exemplo bem eloquente. Mas quem é que quer saber disso? Felizmente, eles querem saber de nós; preocupam-se; lutam; não desistem; se falham, a seguir vão "falhar melhor", como escreveu Samuel Beckett.

Por muito pequeno que seja o país em dimensão territorial e geográfica, muitos de nós, sobretudo aqueles que passam a vida nas maiores cidades, tantas vezes distantes do interior, sempre mais esquecido e deixado quase ao abandono, o essencial de todos está na riqueza daquelas pessoas que tanto têm sempre para nos ensinar. Pessoas do povo, como todos nós, num plano de igualdade que deveria ser o do nosso dia a dia.


Letras Lavadas


Diretora da livraria Letras Lavadas, parcela do Grupo Nova Gráfica, Patrícia Carreiro é também diretora editorial e redatora da 9idAzores News.

Como jornalista, Patrícia Carreiro teve passagens por RDP e RTP Açores, Açoriano Oriental, Expresso das Nove, Jornal Diário.com, Correio dos Açores, Atlântico Expresso e Açorianíssima.

39 views0 comments