top of page
Search
  • Paulo Jorge Pereira

Ana Paula Pereira lê "A Casa Quieta", de Rodrigo Guedes de Carvalho

Aqui se relembra a segunda participação no blog de Ana Paula Pereira, quando propôs um trecho da obra "A Casa Quieta", livro escrito pelo jornalista Rodrigo Guedes de Carvalho.



"A Casa Quieta" é o terceiro livro do jornalista Rodrigo Guedes de Carvalho e foi publicado em 2005. De nome completo Rodrigo Manuel Rocha Guedes de Carvalho e com família ligada às artes - o ator e encenador João Guedes é seu tio-avô e a atriz Paula Guedes é sua prima-tia -, nasceu no Porto a 14 de novembro de 1963 e parecia destinado a uma carreira na área do desporto: durante a juventude, foi praticante de futebol e de râguebi. Mas o Jornalismo iria conquistar-lhe o coração, primeiro através da licenciatura na Universidade Nova, mais tarde pela presença no Centro de Formação da RTP, etapa em que foi acompanhado por nomes como Margarida Pinto Correia, Cândida Pinto ou Márcia Rodrigues. No início do percurso profissional, trabalhou no Desporto da RTP e até chegou a participar na novela "Palavras Cruzadas", casando-se com a também jornalista Paula Moura Pinheiro de quem tem um filho e uma filha. No começo dos anos 90, é convidado por Emídio Rangel para integrar o projeto da televisão privada SIC e ali permanece até hoje. Entretanto, divorcia-se de Paula Moura Pinheiro, vindo a casar-se em 2008 com a também jornalista Teresa Dimas.

A estreia na escrita de romances é também do começo da década de 90: "Daqui a Nada" foi publicado em 1992 e foi distinguido com o Prémio Jovens Talentos da ONU. Os percursos no Jornalismo e na escrita tornaram-se inseparáveis, registando diversos momentos importantes: em 1997, Guedes de Carvalho foi premiado num Festival Internacional em França pela reportagem sobre urgências nos hospitais intitulada "A Condição Humana". Alarga o âmbito da escrita ao grande ecrã quando é responsável por "O Ralo", cuja realização foi partilhada pelo irmão Tiago Guedes e por Frederico Serra (1999), cooperação que se estende ao telefilme "Alta Fidelidade".

Entretanto, a dramaturgia entra na sua vida com a escrita da peça "Os Pés no Arame" (2002). Três anos mais tarde publica "A Casa Quieta" e assina o argumento do filme "Coisa Ruim", outra vez com realização de Tiago Guedes e Frederico Serra. Os livros "Mulher de Branco" e "Canário" são os romances que se seguem e, em 2010, o seu argumento para "Entre os Dedos" é distinguido nos prémios CinEuphoria.

Volta a uma presença discreta em ficção no telefilme "Noite Sangrenta" e, em 2015, conquista espaço num outro universo, o da música, ao escrever letra e melodia do hino da Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV), sob o título "Cansada". Quando se completavam dez anos sem publicar um romance, o jornalista escreve "Pianista de Hotel" e retoma o ritmo anterior. "Jogos de Raiva" será publicado em 2018, no ano seguinte volta à música com o projeto XAVE e já de 2020 é o romance "Margarida Espantada". Seguiram-se "Cuidado com o Cão" (2022) e "As Cinco Mães de Serafim" (2023).


D. Quixote


Rodrigo Guedes de Carvalho publicou vários livros, incluindo romances e uma peça de teatro, além de se dedicar também à escrita de argumentos para cinema em paralelo com o seu trabalho na SIC.

A primeira presença de Ana Paula Pereira aqui no blog aconteceu com uma leitura do seu livro infantil "A Mania dos 7".

31 views0 comments

Recent Posts

See All

Comments


bottom of page