Search
  • Paulo Jorge Pereira

Agostinho Costa Sousa lê "A Neve Caindo sobre os Cedros", de David Guterson

David Guterson e o seu livro "A Neve Caindo sobre os Cedros" servem como primeira participação aqui no blog a Agostinho Costa Sousa com a leitura de um excerto.



Nascido em Seattle, a 4 de maio de 1956, David Guterson tem formação em Literatura Inglesa e Escrita Criativa, começou por se assumir como docente, mas tem desenvolvido a sua atividade profissional sobretudo no jornalismo, publicando os primeiros contos em revistas como Esquire, Sports Illustrated ou Harper's Magazine. Com uma escrita que abrange grande diversidade de áreas - da poesia ao conto, passando pelo romance e ensaio -, Guterson acabou por trabalhar como jornalista freelancer, detendo-se em temas como o ambiente ou as viagens.

O livro de que Agostinho Costa Sousa aqui apresenta um trecho, "Snow Falling on Cedars" ou "A Neve Caindo sobre os Cedros", é o que lhe concedeu maior notoriedade: publicado em 1994, permitiria que Guterson recebesse o Prémio PEN/Faulkner de Ficção em 1995, tendo sido adaptado ao grande ecrã em 1999 num filme de Scott Hicks com Ethan Hawke, Youki Kudoh, Max von Sydow, James Cromwell, Sam Shepard e James Rebhorn. Mas o autor já publicava desde 1989 quando apresentou "The Country Ahead of Us, the Country Behind: Stories", seguindo-se

"Family Matters: Why Homeschooling Makes Sense", uma obra de não-ficção, em 1992.

David Guterson prosseguiu o trabalho literário e desse modo surgiram "The Drowned Son (Stories)", em 1996, "East of the Mountains" (1998), "Our Lady of the Forest" (2003), "The Other" (2008), "Ed King" (2011), "Songs for a Summons" e "Problems with People: Stories" (2014).


Relógio d'Água/Tradução de Luiza Neto Jorge

David é casado com Robin, têm cinco filhos e três netos.

Agostinho Costa Sousa reside em Espinho e socorre-se da frase de Antón Tchekhov: "A medicina é a minha mulher legítima, a literatura é ilegítima" para se apresentar. "A Arquitetura é a minha mulher legítima, a Leitura é uma das ilegítimas", refere.

35 views0 comments