Search
  • Paulo Jorge Pereira

Alexandra Jacob lê "Desde Então"

Updated: Aug 4

Na sua segunda leitura para o blog, Alexandra Jacob volta a apresentar um trabalho da sua autoria: o poema "Desde Então", também parte do livro "Elas, As Mãos, O Infinito", um projeto ligado ao movimento Mulherio das Letras, grupo com mais de sete mil escritoras, ilustradoras, editoras, livreiras, investigadoras, entre outras.



Alexandra Jacob estreou-se com uma leitura aqui no blog no passado dia 28, apresentando um poema seu, "Minha Mão-Flor", que faz parte da antologia "Elas, As Mãos, O Infinito", um projeto ligado ao movimento Mulherio das Letras, grupo com mais de sete mil escritoras, ilustradoras, editoras, livreiras, investigadoras, entre outras. Desta vez lê outro poema da sua autoria, "Desde Então", integrado na mesma obra, da forma carinhosa que a caracteriza.

A viver em Piracicaba, no Estado de São Paulo (Brasil), Alexandra Jacob descreve-se desta forma: "O ano 74, outubro, cheguei, engatinhei e em passinhos caminho até hoje. Piracicabana, bacharel em Direito, estou com amigos em trabalhos no Salão de Arte Contemporânea da cidade. Curadora, compositora, eis o que há para saber, o amor às letras me trouxe aqui."


Páginas Editora


Na língua tupi, Piracicaba, a cidade de origem da escritora, curadora e compositora Alexandra Jacob, significa "o lugar onde o peixe para", alusão direta às quedas de água do rio Piracicaba.

A escritora vai participar mais vezes nos próximos dias com outras leituras.

27 views

© 2020 by Livros Lidos. Direitos reservados

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now