Search
  • Paulo Jorge Pereira

José António de Carvalho lê "Vermoim, Minha Terra"

É com um poema dedicado à sua terra e publicado na antologia "Horizontes da Poesia XII" que José António de Carvalho regressa às participações aqui no blog.



Percebe-se a emoção nas palavras do autor quando lê o poema dedicado à sua terra natal. José António Ribeiro de Carvalho nasceu a 26 de janeiro de 1964, na freguesia de Vermoim, concelho de Vila Nova de Famalicão, onde reside. Cresceu num meio rural e de pessoas simples, numa família de seis irmãos. É casado e tem dois filhos. Sempre teve gosto pela escrita, todavia esse facto trouxe-lhe "alguns dissabores na disciplina de Português", pela "liberdade de escrita e interpretação" que reclamava.

Em outubro de 2018 editou o seu livro de poesia (e fotografia) “Sente, Logo Vives e Sonhas” através da Chiado Books. Depois disso, a sua obra e a sua presença estão associadas a uma diversidade de edições e momentos: X e XI antologia poética "Entre o Sono e o Sonho" (outubro de 2018 e 2019); na coletânea de micronarrativas "SMS" (janeiro de 2019); coletânea de cartas de amor "Três Quartos de um Amor" (fevereiro de 2019); na Antologia da Poesia Livre, tema: Liberdade (abril de 2019); coletânea de contos de natal, "Natal em Palavras" (dezembro de 2019); antologia "Quarentena - Memórias de um país confinado" (março de 2020); antologias "Poetas d’Hoje", do Grupo de Poesia da Beira Ria - Aveiro (novembro de 2019); "Mimos de março (março de 2020, Edições Mimos e Livros); coletânea "Livro Aberto" da Rádio Voz de Alenquer (abril de 2020); coletânea Horizontes da Poesia XII (maio de 2020), na qual está integrado o poema apresentado na leitura de hoje; Expoética-2019, em Braga, subordinada ao tema: "Mar", com o poema "Vida e Mar", entre muitas outras iniciativas de âmbito cultural.

Mais informações sobre o autor e a respetiva atividade podem encontrar-se no seu blog e também na sua página na rede social Facebook.

Esta é a terceira participação de José António de Carvalho aqui no blog. Estreou-se a 1 de agosto com o seu "Sente, Logo Vives e Sonhas", seguindo-se "Ficções do Interlúdio", de Fernando Pessoa, obra da qual escolheu "Ó Sino da Minha Aldeia", a 21 de agosto.


Editora EuEdito


Uma das características de José António de Carvalho é a forma diversificada como participa na vida cultural sob a forma de escrita ou leitura.

José António de Carvalho escreveu artigos para os jornais locais Cidade Hoje e Repórter Local. Também teve comentários seus citados na RTP3.

27 views

© 2020 by Livros Lidos. Direitos reservados

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now