Search
  • Paulo Jorge Pereira

José António de Carvalho lê "A Revolta da Aceitação"

De regresso às leituras aqui no blog, José António de Carvalho apresenta o poema "A Revolta da Aceitação", parte integrante da coletânea "Livro Aberto 2020".



José António Ribeiro de Carvalho nasceu a 26 de janeiro de 1964, na freguesia de Vermoim, concelho de Vila Nova de Famalicão, onde reside. Cresceu num meio rural e de pessoas simples, numa família de seis irmãos. É casado e tem dois filhos. Sempre teve gosto pela escrita, todavia esse facto trouxe-lhe "alguns dissabores na disciplina de Português", pela "liberdade de escrita e interpretação" que reclamava.

Em outubro de 2018 editou o seu livro de poesia (e fotografia) "Sente, Logo Vives e Sonhas" através da Chiado Books. Depois disso, a sua obra e a sua presença estão associadas a uma diversidade de edições e momentos: X e XI antologia poética "Entre o Sono e o Sonho" (outubro de 2018 e 2019); na coletânea de micronarrativas "SMS" (janeiro de 2019); coletânea de cartas de amor "Três Quartos de um Amor" (fevereiro de 2019); na Antologia da Poesia Livre, tema: Liberdade (abril de 2019); coletânea de contos de natal, "Natal em Palavras" (dezembro de 2019); antologia "Quarentena - Memórias de um país confinado" (março de 2020); antologias "Poetas d’Hoje", do Grupo de Poesia da Beira Ria - Aveiro (novembro de 2019); "Mimos de março (março de 2020, Edições Mimos e Livros); coletânea "Livro Aberto" da Rádio Voz de Alenquer (abril de 2020); coletânea Horizontes da Poesia XII (maio de 2020); Expoética-2019, em Braga, subordinada ao tema: "Mar", com o poema "Vida e Mar", entre muitas outras iniciativas de âmbito cultural.

Mais informações sobre o autor e a respetiva atividade podem encontrar-se no seu blog e também na sua página na rede social Facebook.

Esta é a quinta participação de José António de Carvalho aqui no blog. Estreou-se a 1 de agosto com o seu "Sente, Logo Vives e Sonhas", seguindo-se "Ficções do Interlúdio", de Fernando Pessoa, obra da qual escolheu "Ó Sino da Minha Aldeia", a 21 de agosto, e ainda "Vermoim, Minha Terra", um poema de homenagem à terra onde nasceu e reside, a 12 de setembro. No dia 24 desse mês leu "Pátria Minha", poema da sua autoria que entrou na coletânea "Alma Latina".


José António de Carvalho participa pela quinta vez com uma leitura aqui no blog.

José António de Carvalho escreveu artigos para os jornais locais Cidade Hoje e Repórter Local. Também teve comentários seus citados na RTP3.

23 views

© 2020 by Livros Lidos. Direitos reservados

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now